A Pessoa Narcisista Alimenta Nossa Esperança

Por que empatas sempre acabam acreditando que a pessoa narcisista pode mudar

narcisista
Imagem de Sammy-Sander por Pixabay

Para os empatas que convivem e são vítimas de uma pessoa narcisista (mãe/pai/filho/filha/ex com quem tem filho etc…) com a qual não consegue ZERAR totalmente o contato, existe uma agonia oculta.

Lá no cantinho da mente da vítima, de uma forma muito inconsciente, por ser empática, ela ainda guarda uma esperança de que algum dia vai conseguir “se explicar”, vai conseguir fazer a pessoa narcisista entender.

Uma pessoa empática, por sua própria natureza, sempre pode mudar, evoluir, aprender, adquirir mais inteligência emocional. Por isso pensa que os outros também podem, principalmente a pessoa amada.

Uma ilusão dolorosa

narcisista
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Essa ilusão muitas vezes machuca até mais do que as próprias estratégias de manipulação da pessoa narcisista porque nunca deixa a vítima totalmente em paz. É uma coisa que acontece dentro da mente da vítima.

Então, se você é vítima de abuso narcisista, entenda que não importa o quanto você seja alguém que se comunica bem, não importa o quanto você explique com cuidado e com carinho, não importa nada disso, a pessoa narcisista SEMPRE vai distorcer e usar QUALQUER COISA que você diga contra você.

Eu já vi uma pessoa narcisista usar um “eu te amo muito” CONTRA a pessoa que tinha dito isso a ela, fazendo a pessoa que declarou o amor se sentir culpada com frases do tipo “se amasse de verdade não faria XXXXX…”

A verdadeira intenção do narcisista

Imagem de Brigitte Werner por Pixabay

A pessoa narcisista NUNCA quer entendimento nem negociação. Só quer que sua vítima se sinta culpada, errada e insuficiente como ser humano.

A verdadeira intenção da pessoa narcisista é sempre fazer a vítima sentir algum tipo de humilhação ou inferioridade. Não se engane.

Então, infelizmente, abandone essa ilusão. A pessoa narcisista NUNCA muda e SEMPRE fala mal de você, não importa o que você faça. No seu pior dia, ela vai falar mal de você. No seu melhor dia, ela vai falar mal de você.

2 comentários

  1. Já vinha montando o quebra cabeça se com os comportamentos da ex-namorada:
    aos poucos estava me dando silêncio; sem carinho, sem abraços, sem beijos, etc…
    me desvalorizando;
    estivemos juntos de manhã e a tarde (até as 18 hs) ,não me cumprimentou no dia do meu aniversário, nem no dia seguinte, e em nenhum dia, depois da falta de respeito e consideração fui embora para minha casa, mais tarde ela ligou e não atendi suas ligações porque eu tomei remédio forte para aliviar dor no rim a apaguei , depois ela inventou uma mentira que eu iria fazer uma festa surpresa e a festa não saiu porque não atendi suas ligações;
    passado 3 semanas depois que comprou e deu um presente;
    numa viagem que fizemos para praia, deixou eu sozinho, disfarçando e ficando na campanhia com umas novas amigas.
    A última peça que faltava do quebra cabeça, foi quando numa conserva pela wath zap começou me humilhar e em seguida disse que eu iria desligar porque não tem condições de conservar e desliguei. Passado 2 minutos ela enviou a seguinte:
    Verdade doi né;
    Belo namoro o nosso;
    Vamos parar por aqui;
    Você não tem dialogo;
    Muito dodoi;
    Estou ficando sozinha;
    Nem relação temos;
    Se não sabe ter dialogo;
    Não dá;
    Cansei de falar e brigar com textão;
    Após ler a esta mensagem, comecei o contato zero
    Até dia seguinte tinha uma foto dela (sozinha) no perfil do Face Book e no segundo dia do meu contato zero, ela postou uma foto de nós dois juntos (eu e ela) de rostos colados.
    Neste dia que vi a foto de nós dois juntos, bloquei tudo de rede social e ligações pelo celular e até já passado 47 dias continuo no contato zero.
    Por favor solicito a sua orientação e resposta, com todos estes sinais citado, realmente trata-se Narcizista ? e por que descartou e depois postou a foto de nós juntos ?

    1. Oi Danilo, não é possível fechar um diagnóstico a partir de um comentário, por mais detalhado que seja. Ela não é minha paciente e nem você.

      O que posso dizer, a partir do que você escreveu, é que é, ou foi, um relacionamento de codependência emocional em que ela era a dominante manipuladora que se fazia de vítima.

      Os comportamentos que você descreveu são característicos de narcisismo maligno, mas podem estar presentes em pessoas que se tornaram abusivas pela criação ou por outros fatores e não necessariamente porque têm uma disfunção neurológica.

      Se quiser mais detalhes, pode me escrever no e-mail sejaexcelente@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *